Como a micropigmentação ajuda a cobrir falhas na sobrancelha?

A sobrancelha integra a moldura do rosto, e contar com um desenho bem estruturado favorece totalmente a autoestima. Afinal, um rosto com suas proporções equilibradas é o que todos buscam ao realizar procedimentos estéticos.

Um detalhe que pode ser extremamente prejudicial ao bem estar de qualquer um é a falha ou total falta de pelos na sobrancelha. Pensando nisso, foi criada a micropigmentação: procedimento semipermanente que insere um pigmento na pele, a fim de corrigir pequenas imperfeições na região.

Apesar da descrição se assemelhar a maquiagem definitiva, uma é muito diferente da outra. A micropigmentação necessita de retoques com o passar dos meses e pode auxiliar no estímulo de crescimento de pelos no local aplicado.

Micropigmentação: o fim das falhas nas sobrancelhas

Uma das razões mais comuns pela qual as pessoas buscam o serviço de micropigmentação é pelo poder correção do procedimento. Além de ser pouco invasiva, atinge a primeira camada da pele e não muda a coloração natural dos pelos, a micropigmentação pode ser aplicada em diversos tons e cores.

Dessa forma, o profissional pode corrigir as falhas que tanto incomodam o cliente utilizando tons específicos que se aproximem do natural. A vantagem de se estimular a produção de pelo ou cabelo, dependendo da região que é aplicada, também é um dos aspectos positivos da micropigmentação: a fricção do aparelho estimula a produção de colágeno e a circulação sanguínea local, favorecendo o surgimento de novas células.

As causas mais comuns de queda de pelos ou cabelos são:

• Traumas na pele: acidentes, cortes e queimaduras;

• Uso da pinça: o uso constante da pinça pode impedir o desenvolvimento normal dos pelos;

• Ansiedade e estresse: existem casos de pessoas com distúrbios de ansiedade e estresse que arrancam os pelos e fios de cabelo, prejudicando o crescimento dos mesmos.

Para resolver o problema, existem diversos estilos de micropigmentação. Confira quais são elas, abaixo:

Estilos de Micropigmentação

Em linhas gerais, existem dois estilos de micropigmentação: estética e paramédica. A micropigmentação estética, como o próprio nome diz, busca resolver questões de estética de acordo com a preferência do cliente. Já a paramédica, serve para corrigir imperfeições ou melhorar a aparência de deformidades ocasionadas por cirurgias, traumas ou cicatrizes.

A micropigmentação estética é subdivida em 3 tipos: compacta, esfumada e fio a fio (microblading). Entenda melhor cada uma:

• Compacta: a micropigmentação compacta foi e é usada há muito tempo por ter sido uma das primeiras opções criadas do procedimento. Apesar de ser pouco recomendado por seu formato pouco natural e fortemente contornado, algumas pessoas ainda escolhem pelo modelo compacto para marcar a expressão.

• Esfumada: a micropigmentação esfumada é um método que consiste em suavizar o contorno, cobrindo as falhas da sobrancelha sem demarcar totalmente. O efeito se assemelha ao lápis de sobrancelha. É ideal para quem já fez o procedimento e deseja revitalizar a cor.

• Fio a fio: atualmente, a técnica é a que oferece resultado mais natural. Os fios são redesenhados no formato original do cliente para cobrir as falhas, utilizando a cor que mais se aproxime de seu tom natural.

• Paramédica: utilizada em hospitais e clínicas médicas, a micropigmentação paramédica é um procedimento realizado em pessoas que passaram por episódios como: cirurgia de retirada de mama, traumas no couro cabeludo e sobrancelhas, alteração na coloração dos lábios, entre outros.

Acesse nosso site e conheça nossos produtos.