Posso despigmentar minha sobrancelha e pigmentar de novo?

A micropigmentação tem trazido resultados incríveis, por outro lado, muitas mulheres acabam encontrando profissionais que deixam um resultado ruim.

Seja na cor ou fundo equivocado ou no desenho feito de forma errada, é uma decepção e a alternativa é recorrer a despigmentação.

Existem algumas técnicas que ajudam a remover o pigmento e quem saber refazer essa micropigmentação.

Micropigmentação: é possível despigmentar a sobrancelha?

Existem algumas técnicas usadas para quando o resultado não é o esperado pela cliente, são eles:

Ácido

Como o pigmento atinge camadas superiores da pele, uma das opções mais usadas é o ácido para renovação celular da área.

Por meio desse processo novas células surgem sem pigmento, da pele natural, para substituir aquelas com pigmento, além de outros produtos para tratar, com esfoliação e regeneração. Porém, a técnica não é recomendada para quem já passou por muitos retoques na região, pois pode não ter o efeito desejado.

Além disso, é imprescindível que um profissional capacitado faça esse trabalho, até porque falamos sobre ácido e deve ser trabalhado da maneira certa.

Excisão cirúrgica

Menos usada por esteticistas, a excisão cirúrgica consiste em retirar a pele pigmentada e fazer suturas nas bordas de pele.

O problema é que há maiores chances de haver cicatrizes no final.

Dermoabrasão

Também na intenção de remover células da parte superficial da pele, essa técnica consiste em lixar a parte pigmentada.

Bem como a técnica anterior, é feita por médicos, precisa de anestesia e podemos considerar a mais agressiva das que citamos aqui.

Salina

Uma solução salina, de água e sal, junto ao demógrafo é responsável por essa técnica, que promove a retirada do pigmento por meio do atrito com o sal.

É feito com base em processos antigos de retirada de tatuagem, onde as pessoas usavam o sal para promover a regeneração celular.

Laser

Com auxílio da tecnologia, o laser é o procedimento mais eficaz na retirada de pigmentos, inclusive muito usado para remover tatuagens.

O laser atua diretamente no pigmento, eliminando e forçando o organismo a liberar por meio do sistema linfático.

Algumas sessões são responsáveis por esse ajuste.

Como fazer para pigmentar de novo?

Agora fica mais fácil entender como é o processo para retirada do pigmento, porém, quem retira costuma desejar um novo trabalho, que seja melhor executado e finalmente dê bons resultados.

O ideal, porém, é que se espere um mês do processo de despigmentação, pois como vimos, é preciso esperar a regeneração celular e cicatrização.

Depois disso, não há problema em fazer um novo trabalho de micropigmentação no local.

É importante também lembrar que nenhum desses processos, de retirada ou reaplicação, podem ser feitos por gestantes e lactantes.

O imprescindível depois de cicatrizado é ir em busca de profissionais competentes, de confiança, que não somente dispõem de expertise como também pigmentos de qualidade.

Sem dúvidas despigmentar é a melhor alternativa para quem fez uma micropigmentação mal sucedida. Além disso, com a tecnologia usada nesse processo é possível pigmentar de novo, desde que o profissional seja expert na área e não vá lesionar a área novamente.